17 de março de 2012
Casamento é um assunto que sempre seduz, por dois motivos muito simples, porque casamento é ótimo, porque casamento é péssimo, e são justamentos esses dois lados da moeda, que atraem tantas pessoas.
Casamento é ótimo porque nos sentimos amados, seguros, ganhamos status social, porque temos sexo à hora que bem entendemos (em tese), porque temos filhos, porque temos companhia para viajar, porque não precisamos fingir ser o que não somos, porque na hora de ir ao cinema, um estaciona o carro o outro vai para a fila da bilheteria e principalmente porque ninguém consegue devorar uma pizza sozinho, casamento é matemática, podemos dividir, somar, mutiplicar e subtrair, È ai na subtração, que o casamento pode ser uma chatiche.
Casamento é chato, porque você vai passar o resto da vida transando com a mesma pessoa (em tese) , porque o fantasma da rotina paira sobre nossas cabeças, porque passamos a ter mais responsabilidade e isso impede de jogarmos tudo para o alto e ir estudar teatro em Nova York, porque a solidão afinal de contas, até que não é má companhia e as pizzarias, quem diria, já entregam pizza brotinho.
Ainda assim, com seu lado bom e seu lado ruim, acho que a geração que esta casando agora tem mais chances de ser feliz do que tiveram os casais que estão comemorando Bodas de ouro. Os casamentos atuais estão deixando, aos poucos, de ser um contrato formal e estão se transformando em ritos de passagem mais espontâneos e emocionais. Hoje se casa mais por amor, do que antigamente, e o número crescente de divórcios não me desmente, ao contrário, reforça a minha crença, por mais contraditório que isso possa parecer. Antes, as pessoas casavam porque era uma tradição inquestionável, e não raro, os próprios pais, escolhiam os noivos para seus filho: o coração não era convocado a depor. Assim sendo, todo casamento dava certo dentro de um molde errado, e ninguém se separava. Arranjava-se um amante e seguia-se em frente. Hoje as separações aumentaram porque ninguém mais suporta a idéia de não ser feliz. porque ninguém quer saber de viver de mentirinhas. Porque tempo passou a ser artigo de luxo e não pode ser desperdiçado. Se o casamento foi bom por cinco, dez anos, e agora não é mais, boa noite amor. A vida esta chamando lá fora. O casamento não esta em desuso, o que esta em desuso é a hipocrisia.
O fato da mulher entrar no mercado de trabalho e ganhar seu próprio dinheiro também ajudou novos casais: tirou do marido o papel de pai e patrão e o transformou no que ele é de fato, um homem para se compartilhar a vida, não alguém a quem devemos nossa sobrevivência e, por causa disso, obediência.
A atriz Lisandra Souto, que uma época, levantou a bandeira da virgindade, casou, e virou capa de revista por conta de seu personagem Amélia dos anos 90, abandonou a carreira de atriz, para brincar de casinha, é um direito que lhe assiste, mas não acho legal, quando divulgam essa decisão, como a uma  volta dos velhos e bons tempos. Ninguém disse que seria fácil trabalhar fora, cuidar da casa e dos filhos, mas o preço a pagar por nossa independência, casamento não é emprego.
O que é casamento, então? Uma experiência que pode ser doce e cruel, eterna e passageira, bem-humorada e maquiavélica, tudo ao mesmo tempo, como o mar esta sujeito a calmarias e tempestades, como um disco, tem faixas ótimas,e outras nem tanto, como tudo na vida, é preciso experimentar, nem que seja para não gostar.

Martha Medeiros.

Seguidores

Quem sou eu

Quem sou eu
Gosto da beira do abismo, sento, e o vejo mais próximo, quando o sinto distante, corro para ele a passos largos, demonstrando assim minha insanidade muitas vezes. Se não o faço, sinto me morta por dentro, a espera da maneira que minha alma sobrevive, na pulsação mais forte que um coração possa suportar. Não sei viver se não for na intensidade da pele, no suor da vida. Não pertenço ao grupo dos que calam por tudo, não definitivamente não pertenço, sou o recomeço sempre, sou dor aguda, felicidade extrema, sou suor, lágrimas fáceis, sou mulher com alma. Angela Manzotti

Clubinho

OMundoDeCaliope

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CocoPPa

CocoPPa
Para Apps baixe no se android

No seu android

No seu android

Postagens populares

Contato

Contato
blogandoporai@yahoo.com.br

Participando

Verdades

Verdades
Como culpar o vento pela desordem feita se fui eu que esqueci a janela aberta?

Tempo

Tempo
"Moça tola, para de desperdiçar flores, brincando e sentido as dores, do bem me quer ou mal me quer. As ações dele já te responderam, você só não compreendeu, porque finge ser incapaz, toma uma dose de amor próprio, e deixa o jardim em paz."

Assim

Assim
“Fui abençoada com um coração meiguíssimo e em contrapartida com um pavio bem curto. Exatamente igual a um vidro: se me jogar no chão, eu quebro... mas se me pisar, te corto”

Saudade

Saudade
"E liga de madrugada, escuta aquela voz, coração dispara e você não fala nada. Sim. Sintomas de saudade.

Verdade...

Verdade...

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs

Tecnologia do Blogger.