15 de abril de 2012
Blogagem coletiva do Blog Luz de Luma, yes party, Roselia,e Rute


E já dizia Rubem Alves:

                                                Amar é ter um pássaro pousado no dedo.
                                           Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que,
                                         a qualquer momento, ele pode voar.

O cigarro esquecido queimava no cinzeiro, ao mesmo tempo que sentia a xicara de café esfriar entre os dedos,
olhos perdidos como quem procura uma resposta, e so encontra lembranças, e essas lembranças são todas de você,
porque contigo passei quase minha vida inteira, e lembrei da menina que era no primeiro olhar que trocamos, até a mulher que me tornei,
todos esses momentos passei contigo, alegria de ver nossos filhos nascerem, dar os primeiros passos, nossa casa, nossas rugas...
cresci junto de você, esses anos todos foi você minha companhia mais doce e também a mais amarga, ganhamos e perdemos juntos...
e hoje dizem quando me veem assim, "tem que esquecer"...e como desapegar do que nos é ainda caro? como deixar ir embora sentimentos tão intensos e que nos mantém vivos, mas vou te deixar ir, preciso deixar que vá, para tentar ver pousar outro passaro em meus dedos, quem sabe mais suave, quem sabe...
Mary.

36 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá,

"Tu és o orvalho que me beija"...
(Meliss)

Em pleno período pascal nos reencontramos para tecer o nosso Desencanto... entrelaçar partilhas de coração a coração...

Foi de uma beleza suave como a madrugada onde leio e saboreio alguns post da nossa blogagem...
Entretanto, percebo a sutileza do Desencanto por entre a palavras ditas com poesia em forma de prosa e de quem experenciou o Desencanto rude e forte... talvez grotesco...
"tem que esquecer"... "... não dá!!!"
Que expressões familiares a quem se desencantou pela vida afora...
Os "cruéis"... ou talvez de "sangue frio"... não compreendem a nossa dor... coitados deles!!!
Talvez nunca tenham amado na intensidade nossa...
Que lhe venha suave e sereno o novo pouso em seus dedos (coração)!!!

Obrigada por sua participação e nos vemos no próximo mês se Deus quiser!!!
Bjs de Paz e Esperança junto com o meu carinho fraterno

"Meu coração orvalhado
pleno de gratidão,
agradece a Deus"...
(Élys)

elvira carvalho disse...

Uma separação ao fim de anos de convivio, seja por traição, ou porque Deus chamou um dos dois, é mais que desencanto. É uma dor terrível. Conseguir superar é dose para herói. Oxalá a postagem seja apenas fruto da sua imaginação, mas se assim não fôr que Deus a ajude a não tremer a mão para que o pássaro não se assuste e possa poisar.
Um abraço e bom Domingo.

Mariangela disse...

Oi Mary!
Obrigada pela sua visita e por me seguir! Te seguindo também.
Lí sua postagem e o que posso te dizer é, força amiga!
Deus não dá um fardo que não podemos carregá-lo e Ele conduzirá tudo da melhor forma, acredite.
Bom domingo!
Beijo,
Mariangela

Everson Russo disse...

O amor é bem isso mesmo, ele pode ser tudo e as vezes não é nada na vida da gente, por isso, é bom sempre cuidar,,,obrigado amiga pela visita ao Ultimo Barco, te convido a conhecer meu blog principal, O Livro dos Dias, que é atualizado diariamente,,,beijos de boa semana pra ti....

www.olivrodosdiasdois.blogspot.com

Mariangela disse...

Oi Mary, esqueci de dizer que achei super legal uma xará no meu blog!
beijo!
Mariangela

LUZ disse...

Olá querida Mary,

Obrigada pelas palavras simpáticas e carinhosas em meu blog.
Quanto ao texto para a blogagem colectiva, o achei muito terno e esperançoso.
Faça isso, parta para outros braços, mais leves e mais profundos.

Beijos da Luz.

Emanuel disse...

Desencantar-se é difícil, mas como é libertador...
http://migre.me/8GAQW

Amapola disse...

Boa tarde, querida.

Nossa!!
Tão forte e doído...
É difícil demais, mas pular etapas fica ainda pior. Acho que digerir tudo, pedindo força à Deus, é o melhor no momento. Esquecer é impossível.

Desejo-lhe força de guerreira, para você vencer essa batalha dentro de si.

Muita saúde, paz, e esperança.

Beijos.

Fernando Santos (Chana) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernando Santos (Chana) disse...

Belo texto...Espectacular....
Cumprimentos

edumanes disse...

Amor ser como pássaro,pousado no dedo
Que a qualquer momento poderá voar
Amor sincero não tem segredo
Se não for sincero, muito tempo não vai durar.

Obrigado pela sua amável visita,
resto de bom domingo,
uma abraço
Eduardo.

São disse...

Texto curto, mas profundo - como eu gosto.

Um abraço grande

Sandra Portugal disse...

Linda postagem!!! E a analogia ao pássaro, tudo de melhor!
bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Carla Fernanda disse...

Lindo!
Deixei nos caminhos flores querida para que colhas na frente amores.... Verás!!
Beijos e boa semana!!

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Puxa... que bom vir te ler.
Que bom perceber esse nosso universo.
Belo blog.
Hoje no Espelhando temos
varios colunistas, te recomendo o Guará Matos e o Francisco.
Todos postaram excelentes textos, mas esses dois me encantaram de forma especial.
Passa por la na Maratona Poética e deixa seu comentario.
Belo domingo.
Bjins

RUTE disse...

Olá Mary,

lindo demais seu texto.
Senti cada palavra, cada lembrança e vi outro pássaro querendo sobrevoar seus dedos. Pode acreditar. Não aprisione este que já não lhe quer. Liberte-o sim e se prepare para nova primavera. Tudo na vida é ciclico. Fechamos um ciclo com desencanto e logo se abre outro ciclo com encantamento. Experiência própria!
Beijinhos além-mar.
É muito bom ter você com a gente na BC Amor aos Pedaços.
Rute

silvioafonso disse...

.


Adorei a distribuição
dos artigos no seu
blog. Isto o torna bo-
nito e nos faz pensar.

Estou seguindo você
e muito orgulhoso por
isso.

silvioafonso

Geíza Bolognani disse...

Um texto doce e cruel, como só o quem conhece na pele o desencanto do amor pode escrever. Parabéns pela coragem e sensibilidade.
Bom domingo e até a próxima blogagem.

Valéria disse...

Oi Mary!
passando para visitar os blogs da BC das meninas. Cheiguei e encontri este depoimento corajoso de alguém que sofreu, mas fez do sofrimento um degrau para o cerscimento. Que pouse um belo passáro e que seu canto lhe traga muita paz.
Beijinhos!

Suu Munizz disse...

Esquecer pra quem diz é fácil,agora pra quem sente é completamente diferente.
Bonita postagem.
Abraço e uma boa semana,=)

Luma Rosa disse...

Ter que esquecer um amor é o pior! Mas porque esquecer um amor? Pode conviver com ele e ter outros amores! Ops, não estou sendo obscena. Digo do amor que reside em nós. Porque não dizer que este amor que "tem" que ser esquecido é um amor que deu certo. Afinal, ele deu certo o tempo que durou para os dois.
Acho que somos a soma de nossos amores e desamores. Eles estão dentro de nós, carregamos para todo o lado, portanto, fazem parte de nós, mesmo que aparentemente tenham se acabado!
Adorei sua participação e principalmente da sua esperança de viver novos amores. Isso nos move!!
Beijus,

✿ chica disse...

Depoimento saído de um coração forte que sofreu,mas está aí...Linda! beijos,ótima semana,chica

Maria Luiza disse...

Nossa! Lindo demais! Gostei muito e p pensamento no início e no final, lindos! Felicidades! Parabéns!

Everson Russo disse...

Uma bela segunda feira pra ti minha amiga e uma semana repleta de poesia flores e cores pra ti...beijos.

Roseli Pedroso disse...

Oi Mary que texto tocando e verdadeiro. Quando bate o desencanto dói, sofremos horrores mas após essa descarga toda, passamos por uma outra fase que é o da reconstrução do ser. Parabéns pelo texto. Também participo dessa blogagem e te aguardo por lá.Abraço,

Anne Lieri disse...

Mary,que linda sua postagem!Desencanto a que todos que amam estão sujeitos!Linda sua participação!bjs e boa semana!

pensandoemfamilia disse...

Olá
Liberte o pássaro e construa em si um novo ninho de amor a si própria no aguardo de novamente poder compartilhá-lo.
Obrigada pela visita, volte sempre.
bjs

A.S. disse...

Teus dedos despertam o voo dos pássaros para neles poisarem...


Beijos,
AL

Georgia disse...

Oi Mary, as vezes as coisas nao funcionam tao rápido como gostaríamos...

Bjao

Socorro Melo disse...

Oi, Mary!

Só quem passou por uma situação assim, pode falar com propriedade... O desencanto arranca de nós a poesia, o brilho, as esperanças... Mas, nos abre novas portas, nos faz madurar, e conhecer a fragilidade humana...
Você tomou uma decisão sábia, madura, apesar de sofrível, porém, nada é pior do que mantermos alguém do nosso lado por capricho, hein? Parabéns pela atitude! tudo passa, e isso também vai passar...

Beijos, amiga
Socorro Melo

Mery disse...

Amei vir aqui, por intuição... ninguém me indicou e o que li doeu, pois já passei por momentos muitos tristes quando me separei, era muito nova e fiquei sem saber o que fazer, fiquei sem meu filho, ñ tinha condição; comecei a lecionar, e moro numa área carente do RJ...
A Amapola diz: teu texto é forte e doído, pois é, concordo, estou seguindo ...com o maior prazer.
Que tenhas uma boa semana, força e FÉ!
Beijinhos.

Lina disse...

Lindo, Mary, o seu texto!Vejo que o tempo ainda deixa marcas em seu coração, mas o desencanto lhe fará mais forte, será a preparação para outra fase. Depois da escuridão, a luz! Adorei vir aqui!
Beijinhos

Luma Rosa disse...

Mary, eu jurava que tinha comentado o seu texto. Dá uma olhadinha na caixa de comentários spam, talvez precise da sua aprovação.
Tomamos consciência de que nada é para sempre. O tempo, esse bem precioso acaba por ser o nosso único companheiro que se arrasta nos momentos tristes e corre nos momentos alegres. É ele que nos diz que a validade acabou e que devemos seguir novos caminhos, mesmo que a dor ainda esteja em nosso peito.
Boa semana! Beijus,

Cláudia disse...

Mary, o seu texto é muito lindo. Esquecer não é quando nos mandam, não, não é assim tão fácil.
Desejo que o tal pássaro pouse sim na sua mão e que por aí fique por muito tempo e que a faça feliz.
E este passarinho azul que passeia pelo blog também é muito fofo. :)
bjs

Bel Rech disse...

Não é fácil deixar livre, mas é preciso muitas vezes.
Participo da BC, demorei nos meus comentários...
Paz e bem

xunandinha disse...

Lindo texto o seu maneira simples descomplicada de maneira que toda as pessoas entendam,parabéns

Seguidores

Quem sou eu

Quem sou eu
Gosto da beira do abismo, sento, e o vejo mais próximo, quando o sinto distante, corro para ele a passos largos, demonstrando assim minha insanidade muitas vezes. Se não o faço, sinto me morta por dentro, a espera da maneira que minha alma sobrevive, na pulsação mais forte que um coração possa suportar. Não sei viver se não for na intensidade da pele, no suor da vida. Não pertenço ao grupo dos que calam por tudo, não definitivamente não pertenço, sou o recomeço sempre, sou dor aguda, felicidade extrema, sou suor, lágrimas fáceis, sou mulher com alma. Angela Manzotti

Clubinho

OMundoDeCaliope

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CocoPPa

CocoPPa
Para Apps baixe no se android

No seu android

No seu android

Postagens populares

Contato

Contato
blogandoporai@yahoo.com.br

Participando

Verdades

Verdades
Como culpar o vento pela desordem feita se fui eu que esqueci a janela aberta?

Tempo

Tempo
"Moça tola, para de desperdiçar flores, brincando e sentido as dores, do bem me quer ou mal me quer. As ações dele já te responderam, você só não compreendeu, porque finge ser incapaz, toma uma dose de amor próprio, e deixa o jardim em paz."

Assim

Assim
“Fui abençoada com um coração meiguíssimo e em contrapartida com um pavio bem curto. Exatamente igual a um vidro: se me jogar no chão, eu quebro... mas se me pisar, te corto”

Saudade

Saudade
"E liga de madrugada, escuta aquela voz, coração dispara e você não fala nada. Sim. Sintomas de saudade.

Verdade...

Verdade...

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs

Tecnologia do Blogger.