3 de julho de 2012
Já não se encantarão os meus olhos nos teus olhos, 
já não se adoçará junto a ti a minha dor.
 Mas para onde vá levarei o teu olhar 
e para onde caminhes levarás a minha dor.
 Fui teu, foste minha. O que mais? Juntos fizemos 
uma curva na rota por onde o amor passou.
 Fui teu, foste minha. Tu serás daquele que te ame, 
daquele que corte na tua chácara o que semeei eu.
 Vou-me embora. Estou triste: mas sempre estou triste. 
Venho dos teus braços. Não sei para onde vou.
 ...Do teu coração me diz adeus uma criança. 
E eu lhe digo adeus.

 Pablo Neruda

Vigiais, pois, porque não sabeis nem o dia, nem a hora.
Matheus 25:13 

Ontem você foi presença, hoje você é saudade. 

20 comentários:

Dorli disse...

Olá Mary
Lindo!!!
Poema emocionante
Bela escolha!
Um abraço com cainho
Lua Singular

*Escritora de Artes* disse...

Belíssimo texto de Neruda...

Bjos querida amiga

edumanes disse...

Uma curva na rota
Por onde o amor passou
Se fechou uma porta
Adormeceu com o amor sonhou!

Porque o amor continua
Para outra cidade se mudou
Triste a vaguear pela rua
Em sonho na cama o encontrou!

Boa noite de terça-feira para você, amiga Mary,
um beijo
Eduardo.

Pedro Luis López Pérez disse...

¡¡¡Que maravilla de Neruda!!!
En Brasileños...Preciosa.
Un abrazo, Mary

MA FERREIRA disse...

Neruda sempre maravilhoso...

Mateus 25.13...amei ler..

bjs

Nilson Barcelli disse...

Magnífica escolha poética. Gosto do teu bom gosto.
Mary, minha querida amiga, tem um bom resto de semana.
Beijo.

Bia Hain disse...

Oi, Mary, o texto é intenso, embora um pouco triste. Gosto de Pablo Neruda! Um abraço!

Só em Palavras disse...

Bom diaaeee!
Amo Neruda.
Passa lá o bog,ha texto
novo e um slo la pra ti.
bjin

Álvaro Lins disse...

Parabéns pela excelente escolha de P. Neruda:)!
Abraço

Luma Rosa disse...

O amor é perecível em uma vida perecível? Os amantes teimam em afirmar que o amor pode sobreviver além da vida, como pode? Tudo vira saudade!! Bom fim de semana!! Beijus,

Rita disse...

Ler Pablo Neruda é um luxo
Maravilhas ele tem tudo de bom
adorei esse post
Bjuss
Rita!!!!

LUZ disse...

Oi Mary,

Pablo Neruda escreveu poemas fantásticos.
Boa escolha a de você. Tudo é tão efêmero, e o adeus, acontece.

Só Deus, sabe dia e hora do final dos tempos, nem seu filho, Jesus, o sabe. Pai é Pai!

Boa semana.
Beijos da Luiz.

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente poema....
Cumprimentos

mixtu disse...

neruda foi sempre o meu poeta
e adoro ler em castellano...

abrazo serrano

Michelle disse...

Primeiro a despedida. Depois um outro verso para atentar, "vigiais". O fim de uma relação pode ser mau se não for mesmo necessário. O "vigiais" vale para que se percebam as duas situações, imagino eu, assim, numa visão particular. Afinal, perceber conta.

Bj, Mary.

Michelle

She disse...

;)
Beijo, beijo!
She

Paulo Tamburro. disse...

Oi Mary,

como esta tal da saudade, realmente, esgarça e dilacera a gente por dentro e, por fora, muito mais!

E sentida por Pablo Neruda então,parece ter intensidade muito maior do que aquela que nós outros, pobres mortais, sentimos.

Você escolheu muito bem, fez excelente postagem,e espero que continue a ter essa sensibilidade,sempre que sentir saudade ou... a emoção de uma presença desejada!

Um abração carioca.

Antônio Lídio Gomes disse...

Pablo Neruda é o máximo.
Um abraço fraterno minha amiga.
Beijos e bom domingo.

Antônio Lídio Gomes disse...

Pablo Neruda é o máximo.
Um abraço fraterno minha amiga, e bom domingo.

Carlinda Sobreiro disse...

Muito bonito este poema...gostei muito!!!

Seguidores

Quem sou eu

Quem sou eu
Gosto da beira do abismo, sento, e o vejo mais próximo, quando o sinto distante, corro para ele a passos largos, demonstrando assim minha insanidade muitas vezes. Se não o faço, sinto me morta por dentro, a espera da maneira que minha alma sobrevive, na pulsação mais forte que um coração possa suportar. Não sei viver se não for na intensidade da pele, no suor da vida. Não pertenço ao grupo dos que calam por tudo, não definitivamente não pertenço, sou o recomeço sempre, sou dor aguda, felicidade extrema, sou suor, lágrimas fáceis, sou mulher com alma. Angela Manzotti

Clubinho

OMundoDeCaliope

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CocoPPa

CocoPPa
Para Apps baixe no se android

No seu android

No seu android

Postagens populares

Contato

Contato
blogandoporai@yahoo.com.br

Participando

Verdades

Verdades
Como culpar o vento pela desordem feita se fui eu que esqueci a janela aberta?

Tempo

Tempo
"Moça tola, para de desperdiçar flores, brincando e sentido as dores, do bem me quer ou mal me quer. As ações dele já te responderam, você só não compreendeu, porque finge ser incapaz, toma uma dose de amor próprio, e deixa o jardim em paz."

Assim

Assim
“Fui abençoada com um coração meiguíssimo e em contrapartida com um pavio bem curto. Exatamente igual a um vidro: se me jogar no chão, eu quebro... mas se me pisar, te corto”

Saudade

Saudade
"E liga de madrugada, escuta aquela voz, coração dispara e você não fala nada. Sim. Sintomas de saudade.

Verdade...

Verdade...

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs

Tecnologia do Blogger.