16 de julho de 2013
Sou fã de Martha Medeiros incondicionalmente, porque absorvo todos os seus livros com gosto, escreve fácil, escreve a vida, como no pequeno texto abaixo...


Quem se apaixonou por um falsário, tem que desconstruí-lo para se desapaixonar. 
É um sufoco. Exige que você reconheça que foi seduzido por uma fantasia, que você é capaz de se deixar confundir, que o seu desejo de amar é mais forte do que sua astúcia. 
Significa encarar que alguém por quem você dedicou um sentimento nobre e verdadeiro não chegou a existir, tudo não passou de uma representação – e olha, talvez até não tenha sido por mal, pode ser que esta pessoa nem conheça a si mesma, por isso ela se inventa.
Martha medeiros

Difícil a mulher que não tenha se apaixonado por uma invenção de si próprio feito por alguém, ou queríamos tanto alguém que se encaixe em nós, que inventamos sem perceber.

9 comentários:

Ana Bailune disse...

Bem reflexivo. Acho que isso acontece mais vezes do que supomos! Boa noite, Martha.

✿ chica disse...

Também gosto muito da Martha, da mesma cidade que moro!
beijos praianos,tudo de bom,chica

✿ chica disse...

Também gosto muito dela.Lindo! beijos praianos,chica

Crista disse...

Também gosto muito da Martha...é gostoso demais lê-la!
Beijão...

Maria Adeladia disse...

Deve ser uma autora brilhante.Ainda não li nada dela.
Este tipo de pessoa que ela descreve no texto, acho que vivi isso com um ex-namorado.Gostamos e nos entregamos verdadeiramente a uma "fantasia", isso é muito difícil.
Beijos amiga e seja bem vinda novamente à blogosfera.

Ana Cecilia Romeu disse...

Ângela, tudo bem?
Pois é, digo o mesmo que a Chica, a Martha Medeiros é da nossa cidade:)
Penso que todo mundo já se apaixonou, pelo menos uma vez na vida, dessa forma, idealizando e se iludindo.
Abração e ótimos dias!

Ives disse...

Olá! Admirável blog! Quando deixamos o ideal podemos repensar em relações mais humanas! abração

Anne Lieri disse...

Legal o texto!E as mulheres talvez por serem mais sonhadoras caem muito nesse golpe do homem perfeito.bjs,

Van disse...

Olá Angela

Martha é genial e este texto é a descrição perfeita do que muitos de nós conhecemos bem.

Beijos

Seguidores

Quem sou eu

Quem sou eu
Gosto da beira do abismo, sento, e o vejo mais próximo, quando o sinto distante, corro para ele a passos largos, demonstrando assim minha insanidade muitas vezes. Se não o faço, sinto me morta por dentro, a espera da maneira que minha alma sobrevive, na pulsação mais forte que um coração possa suportar. Não sei viver se não for na intensidade da pele, no suor da vida. Não pertenço ao grupo dos que calam por tudo, não definitivamente não pertenço, sou o recomeço sempre, sou dor aguda, felicidade extrema, sou suor, lágrimas fáceis, sou mulher com alma. Angela Manzotti

Clubinho

OMundoDeCaliope

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CocoPPa

CocoPPa
Para Apps baixe no se android

No seu android

No seu android

Postagens populares

Contato

Contato
blogandoporai@yahoo.com.br

Participando

Verdades

Verdades
Como culpar o vento pela desordem feita se fui eu que esqueci a janela aberta?

Tempo

Tempo
"Moça tola, para de desperdiçar flores, brincando e sentido as dores, do bem me quer ou mal me quer. As ações dele já te responderam, você só não compreendeu, porque finge ser incapaz, toma uma dose de amor próprio, e deixa o jardim em paz."

Assim

Assim
“Fui abençoada com um coração meiguíssimo e em contrapartida com um pavio bem curto. Exatamente igual a um vidro: se me jogar no chão, eu quebro... mas se me pisar, te corto”

Saudade

Saudade
"E liga de madrugada, escuta aquela voz, coração dispara e você não fala nada. Sim. Sintomas de saudade.

Verdade...

Verdade...

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs

Tecnologia do Blogger.