10 de junho de 2012


AMOR VIRTUAL

…Estas palavras, alguém as disse um dia:

- “Não acredito que algum homem ou mulher 
possa se APAIXONAR virtualmente:
- Amor... é pele, é contacto, é olho no olho.
E… uma TELA... é gelada, muito fria”! …

Aqui, esse alguém dizia certamente,
Que o “amor virtual” não é amor…

Mas o que é, então, que a gente sente,
Quando a saudade corrói e deixa dor
E a nossa pulsação se torna acelerada
Por querermos junto a nós, sempre presente,
(ainda que na tela do computador)
Essa pessoa, lá longe, desejada!?...

Quem me explica então, concretamente,
O que se sente através da dita “tela fria”;
Da estranha sensação, de tal desejo ardente,
Da saudade, da dor, da nostalgia,
Por não termos junto a nós, e para sempre,
Essa pessoa que sentimos ser amada?!...

Como o amor não se define, só se sente,
E se confunde, talvez, com amizade,
Saber o que é o amor, virtual ou realmente
Saber dizê-lo, com certeza, ninguém sabe!

Fernando Reis Costa

24 comentários:

✿ chica disse...

Ninguém mesmo pode falar se existe ou não o amor virtual, sem vivê-lo.E vemos tantos casos... beijos,lindo domingo!chica

♥ Cristiane Tiago ♥ disse...

Olá Mary, tudo bem?
É verdade, este tipo de situação existe amor virtual, só a pessoas que passa por isso sabe mais...Bom domingo para você, seu blog é lindo também, sensacional..bj até++

Sónia M. disse...

Amor não se explica realmente!
Apenas se sente.
Nasce do pouco, às vezes do nada...

Bonito este seu amor virtual!
Beijo
Sónia

Jaqueline Cristina disse...

Texto direto!
Ao visitar meu espaço de Deliciosa Ilusão, Mary,deve ter sentido mais do que uma tela fria, com certeza você sentiu calor, calor em sensualidade expressa, pois assim que escrevo e assim que me apaixono por mim mesma e se apaixonam por mim de todos os lugares do mundo. Ninguém sabe a definição exata de amor, mas todo mundo sente (minha caixa postal que o diga).

Isa Lisboa disse...

O amor é complicado, não é? :)

Obrigada pela sua visita, Mary! Um beijo!

Rita Freitas disse...

Obrigado pela visita e pelo comentário carinhoso.
Obrigado por partilhar este poema tão bonito e com uma mensagem tão sábia.

Beijinhos

Bia Hain disse...

Oi, Mary, acho que o amor é sempre amor e pode surgir de várias maneiras, inclusive virtualmente? Por que não? Não há regras...Um abraço!

Everson Russo disse...

Eu acredito que o amor,,,em todos os lugares é amor...é forte...é paz...e sim,,,pode ser possível virtualmente....beijos de boa semana pra ti amiga.

edumanes disse...

Essa palavra amor
Que muita gente não respeitar
Bruto desconhecedor
De quem não amar!

Quando a saudade corrói
Por não saber construir
Da mágoa e sofrimento dói
E vai o coração ferir!

Dos olhos lágrimas correr
Pelas faces sem parar
Sentimento gelado arrefecer
Lábios que outros deseja beijar!

Bom domingo
Um beijo
Eduardo.

Cores da Vida... disse...

Eu mesma já me apaixonei algumas vezes e até já amei, virtualmente... As palavras me surtem efeito, leio as entrelinhas. Sinto o calor das palavras e sei quando dá certo, na medida em que vou me correspondendo. Ou seja, pelo desenrolar, dá para saber, sentir o que é... (amizade, amor, paixão). A gente interpreta o texto. Eu gosto dessa maneira, também, a virtual.
Beijos,

Daniela Amorim disse...

Se ainda não se inscreveu, se inscreva para o sorteio,ainda da tempo. Vamos edificar a cada dia mais a nossa vida. Grande beijo
http://grandeigualdavi.blogspot.com.br/

© Piedade Araújo Sol disse...

pois, também acho que não podemos opinar sem realmente saber se existe ou não amor no virtual.
agradeço a sua visita.
muito obrigada!
bom domingo!

beij

may lu disse...

Conheci meu esposo de um site de relacionamento. E posso dizer com toda a certeza que esperei por ele a vida toda. Ele me chegou por este caminho ao qual eu nunca esperava, mas, chegou no tempo certo, no tempo de Deus! Então acredito em amor virtual...

Doce beijo!

Lulu disse...

Quem já viveu um amor virtual, sabe muito bem como ele pode ser intenso e inesquecível. Obrigada pela visita.
Big Beijos

Kellen Bittencourt disse...

Olá Mary, obrigado por me seguir, estou passando p conhecer e agradecer, interessante sua postagem, conheço pessoas que se apaixonaram virtualmente e se decepcionaram mas tbém conheço quem se casou, de qualquer forma na minha opinião,a carência muitas vezes contribui p a construção de sentimentos imaginarios e que de fato são apenas fruto da ilusão! Bjooooss

Fê-blue bird disse...

Concordo em parte com o excelente poema, mas as cartas de amor antigas não eram também virtuais ?
O amor resiste a tudo :)

beijinhos

Pedro Luis López Pérez disse...

Para mi si existen los Sentimientos a través del Espacio Virtual. Ahora mismo he encontrado tu cariñoso y precioso comentario en mi blog poesíayvivencias que me ha llenado Profundamente; por lo cual por este medio virtual he encontrado a una gran Amiga.
Me encanta tu blog y, si me lo permites, me hago fiel seguidor de tan maravilloso Espacio, lleno de Sentimientos y Magia...y encima desde Brasil, País que admiro y me entusiasma.
Un abrazo, Mary.

heretico disse...

belo poema.

bem vinda.

beijo

Ana Martins disse...

Belíssimo poema, sem dúvida, apesar de não acreditar no amor virtual!

Beijinho,
Ana Martins

Clara disse...

Amor virtual existe sim, amizade também.... amor é amor e pronto!
Não tem como descrever....
É afinidade, é química, mesmo que à distância....

Beijos, adorei o texto!

Luma Rosa disse...

Mary, não podemos levar tudo à ferro e fogo, pois se o " Amor... é pele, é contacto, é olho no olho"... amamos um Deus virtual, como faz?
Boa semana!! Beijus,

pensandoemfamilia disse...

Como o amor está dentro de nós, ele acontece e questão de entrega.
bjs,
Eu enviei um e-mail vc viu? Sobre a frase.

Cissa Romeu disse...

Mary, tudo bem?
Complicado fazer essa diferenciação, tenho amigas que contam cada coisa... e sempre fico pensando se existe mesmo uma diferença, ou se o amor virtual pode ser levado a sério.

Beijos e ótima semana!

Jorge Sader Filho disse...

Uma postagem feliz, Mary.
Amor virtual? Pode haver sim, por que não?

Beijo,
Jorge

Seguidores

Quem sou eu

Quem sou eu
Gosto da beira do abismo, sento, e o vejo mais próximo, quando o sinto distante, corro para ele a passos largos, demonstrando assim minha insanidade muitas vezes. Se não o faço, sinto me morta por dentro, a espera da maneira que minha alma sobrevive, na pulsação mais forte que um coração possa suportar. Não sei viver se não for na intensidade da pele, no suor da vida. Não pertenço ao grupo dos que calam por tudo, não definitivamente não pertenço, sou o recomeço sempre, sou dor aguda, felicidade extrema, sou suor, lágrimas fáceis, sou mulher com alma. Angela Manzotti

Clubinho

OMundoDeCaliope

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

CocoPPa

CocoPPa
Para Apps baixe no se android

No seu android

No seu android

Postagens populares

Contato

Contato
blogandoporai@yahoo.com.br

Participando

Verdades

Verdades
Como culpar o vento pela desordem feita se fui eu que esqueci a janela aberta?

Tempo

Tempo
"Moça tola, para de desperdiçar flores, brincando e sentido as dores, do bem me quer ou mal me quer. As ações dele já te responderam, você só não compreendeu, porque finge ser incapaz, toma uma dose de amor próprio, e deixa o jardim em paz."

Assim

Assim
“Fui abençoada com um coração meiguíssimo e em contrapartida com um pavio bem curto. Exatamente igual a um vidro: se me jogar no chão, eu quebro... mas se me pisar, te corto”

Saudade

Saudade
"E liga de madrugada, escuta aquela voz, coração dispara e você não fala nada. Sim. Sintomas de saudade.

Verdade...

Verdade...

Total de visualizações de página

Minha lista de blogs

Tecnologia do Blogger.